0

A Diretoria Estadual de Combate à Corrupção da Polícia Civil do Pará deflagrou operação em Melgaço, Breves e Portel, municípios do arquipélago do Marajó. Foram cumpridos dezessete mandados judiciais de busca e apreensão e cinco mandados de sequestro de bens, além de bloqueio de valores.

Às 6h da manhã desta quarta-feira a polícia chegou aos alvos, entre os quais a Prefeitura de Melgaço, as residências do prefeito Tica Viegas, do secretário de Educação e do tesoureiro municipal, o departamento de licitação e o fundo municipal saúde. Os crimes são relacionados a “lavagem” ou ocultação de bens, direitos e valores resultantes de atos de corrupção, além de crimes contra a ordem tributária, fraude a licitação, peculato e associação criminosa. A operação teve apoio da Diretoria de Polícia do Interior e do Gaeco – Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público do Estado do Pará. A ordem judicial foi expedida pelo Tribunal de Justiça do Pará, no bojo de investigação especializada, que iniciou em 2017, após requisição do MPPA e que apura indícios de esquema criminoso de licitações fraudulentas, envolvendo empresários atuantes em vários municípios marajoaras.

“Estamos cumprindo determinações judiciais e investigando crimes contra a administração pública praticados em alguns municípios do Marajó. Durante a ação conseguimos apreender documentos, celulares, computadores, dois veículos de luxo e dinheiro em espécie. As investigações prosseguem com o objetivo de apurar os crimes e identificar as pessoas envolvidas no esquema criminoso”, contou o delegado Vicente Leite, titular da Decor.

A Polícia Civil afirma que a ação criminosa pode ter resultado em prejuízos de grande monta ao erário.

Durante o cumprimento dos mandados foram apreendidos dois veículos de luxo e valores em espécie.

O delegado-geral Walter Resende enfatizou a importância do trabalho integrado e informou que as investigações seguem e o material apreendido será periciado.

A decisão judicial está em sigilo para não prejudicar as investigações.

Novo presidente da CDP deve tomar posse dia 28

Anterior

Prefeitura administra o caos após a tempestade

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *