0

A rifa de uma pistola .40 resultou na exoneração do comandante do 9º BPM, Tenente-Coronel QOPM Marco Antonio Nogueira Barbosa, que foi transferido para o Departamento de Pessoal da PMPA em Icoaraci e na instauração de Inquérito Policial Militar pelo Corregedor-Geral da corporação, Coronel Ricardo André Bilóia da Silva, a fim de apurar os fatos. O IPM será conduzido pelo Coronel Paulo de Jesus Garcia Reis

O caso é que o Grupamento Tático Operacional (GTO) e as Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) da Polícia Militar no município de Breves, no arquipélago do Marajó, resolveram rifar uma pistola para arrecadar recursos que seriam destinados aos seus alojamentos e ao pátio de formatura. O anúncio foi compartilhado nas redes sociais e aplicativos de mensagens, e cada bilhete custava R$10. O anúncio esclarecia que se o ganhador(a) não tivesse porte de arma receberia o valor da pistola em espécie, R$5 mil, através de PIX.

  Em nota oficial, o Comandante-Geral da Polícia Militar, Coronel Dilson Melo de Souza Jr., informou que não autoriza atos de arrecadação pecuniária com esse tipo de finalidade e que a rifa foi cancelada.

Confiram os atos oficiais do Comandante-Geral da PMPA e da Corregedoria da instituição, e o anúncio da rifa.

Jornalismo local a serviço dos públicos

Anterior

Gabriella Florenzano e Salomão Habib em “Cais”

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *