0

Portos de todo o País podem paralisar totalmente as atividades. A Federação Nacional dos Portuários briga para que as Companhias Docas paguem as dívidas ao Fundo de Previdência Complementar dos Portuários (Portus), superior a R$ 1,5 bilhão. Descontam dos servidores e não repassam. Amanhã, uma audiência pública no Senado, em Brasília, na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa com a Subcomissão Permanete do Trabalho e Previdência da Comissão de Assuntos Sociais, vai debater a situação.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Passageiros abandonados

Anterior

Diplomacia

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *