Para marcar os quinze anos de criação das Florestas Estaduais de Faro, Trombetas e Paru, da Estação Ecológica Grão-Pará e da Reserva Biológica Maicuru, na Calha Norte, hoje (4), o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) lançou…

Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Busca e apreensão em Igarapé-Açu

Eita que a sexta-feira 13 começou fervendo em Igarapé-Açu. Os promotores de Justiça Brenda Ayan, Sabrina Daibes e Augusto Sarmento, com apoio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e Gabinete Militar do Ministério Público do Estado do Pará desencadearam operação de busca e apreensão logo cedinho, a fim de colher subsídios para o procedimento criminal que investiga a possível prática de crimes de peculato e concussão praticados no uso e apropriação indevidos de recursos financeiros recebidos pelo Conselho Escolar dos programas “Mais Educação” e “Programa Dinheiro Direto na Escola”. Conforme o MPE-PA, a presidente do Conselho Escolar da Escola Municipal Casulo Padre Antônio Bessa, Tatiane do Socorro da Silva Lima, ficava com o talão de cheques e demais documentos para administrar os recursos financeiros da escola e realizava compras na “Loja Albertão”, de propriedade do cidadão conhecido como “Clayton do Albertão”, sem sequer comunicar aos membros do conselho escolar. O mais grave é que tais compras nunca chegaram à Escola Casulo. Foram confiscados documentos e mídias nas casas de Tatiane, Clayton e na loja.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *