A sesquicentenária samaumeira que perdeu seus galhos na madrugada desta segunda-feira (6) é memória afetiva de todos os paraenses e até de gente de fora do Pará e do Brasil que frequenta Belém durante o Círio de Nazaré. Localizada em…

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará oficializou o resultado da eleição suplementar em Viseu 39 minutos após o encerramento da votação. Foi eleito prefeito Cristiano Vale (nº 11 – PP – Voltando pra Cuidar da Gente) e vice-prefeito Mauro da…

Nem bem foi inaugurado, e ainda faltando a instalação dos bancos e finalização, o calçadão da Avenida Beira-Mar, em Salinópolis, sofreu diversas avarias. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras acionou a empresa responsável pela obra, que está executando ações…

A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Boteco APJor nesta quinta-feira

O jornalista santareno Samuel Pantoja Lima, professor da Universidade Federal de Santa Catarina, é o entrevistado nesta quinta-feira (14), às 16h, do Boteco APJor, programa digital sobre jornalismo, envolvendo ensino, pesquisa, profissão e infinitos temas. A transmissão é ao vivo, pelos canais da Associação Profissão Jornalista no Facebook e no YouTube. Leda Beck, vice-presidente da APJor, é a entrevistadora. Jornalista experiente e viajada, ela foi redatora, repórter, editora e correspondente internacional no Estadão e na Veja. Graduada em Jornalismo pela FAAP, cursou a Escola Nacional de Ciências Políticas da França e é mestre em Humanas pela Universidade Stanford (EUA).

Samuel é graduado em Jornalismo, mestre e doutor em Engenharia de Produção na área de “Mídia e Teoria do Conhecimento”, todos pela UFSC, e pós-doutor em Comunicação pela Universidade de Brasília. Foi docente e coordenador do curso de Jornalismo da Associação Educacional Luterana Bom Jesus/Ielusc, em Joinville (SC), e professor-adjunto da Faculdade de Comunicação da FAC/UnB. É um dos coordenadores da pesquisa “Perfil dos jornalistas brasileiros (2021)” e integrou a equipe da pesquisa “Journalistic role performance around the globe – Etapa Brasil”. Também é um dos coordenadores da pesquisa “Governança Social, Produção e Sustentabilidade para um jornalismo de novo tipo”, concluída em junho de 2020. Pesquisador do Laboratório de Sociologia do Trabalho do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política e do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS/UFSC), autor e co-organizador dos livros “Perfil do Jornalista Brasileiro: características demográficas, políticas e do trabalho jornalístico em 2012” (2013), em co-autoria com Jacques Mick; “Reportagem, pesquisa e investigação” (2012), com Rogério Christofoletti; “Ensinar comunicação: desafios pedagógicos no ensino do Jornalismo e da Publicidade” (2012), com Jacques Mick; “Jornalismo científico e pesquisa na Amazônia”, com Manuel José de Sena Dutra; e “Quem são os funcionários do Banco do Brasil? Perfil sociodemográfico, político e do trabalho (2014 com Jacques Mick. Em 2016, lançou “Jornalismo, Crítica e Ética”, com Francisco José Castilhos Karam; em 2018, publicou “Pesquisa de mercado: fundamentos teórico-metodológicos aplicados a estudos de publicidade e opinião”, com Edmundo Brandão Dantas. Em 2020, publicou a obra “Novos olhares sobre o trabalho no jornalismo brasileiro”, com Fábio Pereira, Paula Melani Rocha e Rafael Grohmann. Em 2021, publicou, como co-organizado e autor, a obra “Jornalismo local a serviço dos públicos: como práticas de governança social podem oferecer respostas às crises do Jornalismo”, com Jacques Mick e Rogério Christofoletti.

A Associação Profissão Jornalista é uma organização de jornalistas profissionais fundada em outubro de 2016, com o objetivo de fomentar o debate sobre a importância de um jornalismo ético e plural para o fortalecimento da democracia brasileira, tendo como eixo a formação do profissional de jornalismo, a regulamentação da atividade jornalística e o aparato de governança da informação jornalística. A APJor busca entender as mudanças que afetam a profissão para definir ações e elaborar projetos.

A editora do Portal Uruá-Tapera foi convidada a fazer uma pergunta ao entrevistado, como participação especial no programa. Assistam!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *