0

Está aberta à visitação pública até 18 de fevereiro na galeria Fidanza, do Museu de Arte Sacra, a exposição “Belém: Um Ver-o-Peso de Memórias“. A iniciativa faz parte da programação Preamar Cabano, promovida pela Secretaria de Estado de Cultura.

A mostra reúne diversas linguagens artísticas, composta em sua maioria por audiovisuais, que exibem o Ver-o-Peso desde 1930 até os dias atuais. Além do acervo de imagens multimídia em salvaguarda da Secult, o público verá a coleção Ford Motor Company, do Museu do Arquivo Nacional (de Washington, DC).

Os vídeos, imagens, objetos, utensílios e os banhos de cheiro refletem o que é o Ver-o-Peso e a série de artefatos em exposição contextualiza a maior feira aberta da América Latina. O objetivo é transmitir a sensação e a nostalgia do Ver-O-Peso por meio de ícones, diz Tamyris Monteiro, diretora do Museu do Estado do Pará e integrante da curadoria da exposição. “Conseguimos perceber ao longo do tempo como as pessoas se relacionam com a memória do Ver-o-Peso, como imagem e representação da identidade paraense.

A originalidade de elementos que representam a feira do Ver-o-Peso como local de cultura e ancestralidade do Pará reforçam a mostra, conta o diretor do Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIMM), Armando Sobral. “É um lugar também de uma grande reserva criativa, parte da cultura paraense, seus saberes e seus fazeres”.

Inquérito do MPPA apura explosão de lancha

Anterior

Solar Flávio Nassar será ponto cultural e de desenvolvimento urbano

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *