Quando todos apostavam em uma radicalização que causasse esgarçamento das relações empresariais na cúpula das indústrias instaladas no Pará, a diretoria da Federação das Indústrias do Estado do Pará, liderada por José Conrado Santos e José Maria Mendonça, deu uma…

Os botânicos Fúvio Oliveira e Rafael Gomes, doutorandos do Programa de Pós-graduação em Botânica Tropical do Museu Paraense Emílio Goeldi e Universidade Federal Rural da Amazônia, concorreram com 86 jovens cientistas do mundo inteiro e estão entre os 23 contemplados…

Na próxima terça-feira, dia 16, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Chicão, deverá incluir na pauta do plenário a apreciação do Processo nº 7/2022, encaminhado pelo Tribunal de Contas do Estado, tratando da prestação de contas do Governo do Pará…

Liderados pelo presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), promotor de justiça Manoel Murrieta, que é paraense, promotores, procuradores, juristas e convidados do Brasil inteiro irão reafirmar o compromisso institucional do Ministério Público e o seu papel…

Belém & as passarelas

O Detran iniciou estudo técnico para definir se será substituído ou restaurado o pilar da passarela atingida por uma carreta, ontem, na avenida Almirante Barroso. O trânsito só foi liberado, hoje, depois que o Corpo de Bombeiros e a empresa de engenharia que fará os reparos concluíram que não havia mais nenhum risco de desabamento.
O histórico de acidentes desse tipo revela uma frequência assustadora. Vejam só: em 1999, na Av. Augusto Montenegro, a passarela em frente à Compar foi atropelada. Em pleno 07 de setembro de 2003, a passarela próxima ao Colégio Pedro Amazonas Pedroso, também na Almirante Barroso, foi abalroada por um caminhão. Em 2007, essa mesma passarela foi batida de novo. No mesmo ano, a passarela em Ananindeua, na BR-316, foi interditada depois de ter sido quase derrubada por um veículo que trafegava acima da altura máxima permitida. Ah! E ainda teve aquela passarela que ficava em frente ao Lauro Sodré, atual TJE-PA, que foi retirada e ficou que nem Conceição, ninguém sabe, ninguém viu.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *