Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Avião cai em plena Av Júlio César, em Belém

Fotos: Bruno Magno (Portal ORM)
Mais uma tragédia aérea chocou hoje a
população do Pará. Um avião monomotor da Brabo Taxi Aéreo, de prefixo PR-JLI, vindo
de Chaves, no Marajó, para Belém, caiu por volta das 9:20, na Av. Júlio César.
Uma mulher, identificada apenas como Deise, morreu e outras seis pessoas
ficaram feridas: o co-piloto Angelino Augusto Cardoso Lobato, Juliane Silva de
Lima, que também levava seu bebê, Dirce Ferreira Furtado,  Ana Maria Silva Cavalcante, e o piloto Fábio
Henrique de Oliveira Braga, que chegou a ser dado como morto, está internado em
estado gravíssimo no Hospital Metropolitano de Belém e será submetido a
cirurgia.
As informações são ainda
desencontradas, mas consta que o piloto entrou em contato com a torre de
comando, que deu permissão para o pouso no aeroclube, mas, em seguida, ele teria
recebido outra informação vetando o pouso no local e, ao fazer um pouso forçado,
perdeu o controle da aeronave.
O local está
isolado pelo Grupamento Aéreo do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Defesa
Civil, porque, além do resgate, houve a necessidade de conter vazamento de
combustível do avião. O trânsito, é evidente, ficou um caos. Equipes técnicas do
Seripa da Aeronáutica e do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves estão
colhendo material para tentar identificar as causas do acidente.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *