Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

As ramificações de Jacob Barata

A prisão, ontem à noite, de Jacob Barata Filho, um dos maiores empresários do ramo de ônibus do Brasil, deixou em polvorosa o meio político. Ele foi alcançado no Galeão pela força-tarefa da Lava Jato ao tentar embarcar para Lisboa, (Portugal), diz que só com passagem de ida. O mandado de prisão foi expedido pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, com base em investigações do Ministério Público Federal e da Polícia Federal. Bretas, que atua na vara especializada em lavagem de dinheiro e crimes financeiros, é o mesmíssimo que mandou prender o ex-governador do Rio Sérgio Cabral e Eike Batista. O magistrado, um dos mais admirados do País, se notabilizou também no “Eletrolão”, que investiga desvios na Eletrobras e na Eletronuclear. 

A PF acusa Barata de pagar propinas milionárias a políticos – por enquanto – do Rio. O filho do “Rei do Ônibus”, dono do Grupo Guanabara, é figurinha carimbada em todo o território nacional. Os negócios da família abrangem, inclusive, outros meios de transporte. Diz o serpentário que é questão de tempo o escândalo chegar ao Pará. Será? Cartas para a redação!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *