O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

As lombadas que atrapalham a RMB

Hoje, às 9h, na Alepa, o deputado Eliel Faustino, líder do PR e 1º Secretário da Casa, promove
sessão especial para discutir os transtornos causados pela implantação das
lombadas eletrônicas ao longo da BR-316, na região metropolitana de Belém. Sob
o pretexto de diminuir o índice de acidentes na rodovia, a ineficiência da medida
tem, na prática, impedido a população de exercer o
direito constitucional de ir e vir, além do que trânsito lento não resulta
necessariamente em segurança, observa o parlamentar, que tem sido muito
procurado em seu gabinete com pedidos de ajuda para que o problema seja
resolvido o mais rápido possível.

Representantes do município de Marituba, Benevides,
Ananindeua, Santa Izabel, Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de
Transportes) e representantes de comunidades participam da sessão. 



Recentemente, Eliel Faustino participou
da sessão especial que debateu a ocupação urbana de Belém e aproveitou para
expor sua preocupação com o emaranhado metropolitano, que vai avançando sem
qualquer planejamento e travando a mobilidade dos cidadãos. “
O BRT é uma excrescência. Mas parado causa ainda
mais prejuízos às cidades. Primeiro teriam que ter sido pensados os terminais
de integração, a fim de não aumentar os transtornos na RMB. Não se chama os
prefeitos para discutir a questão.  As
lombadas eletrônicas, por exemplo. Quem teve esta santa ideia? É preciso
encontrar soluções que de fato resolvam, com criatividade, sem criar mais
confusão
”, defendeu, na ocasião.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *