Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Batizada de sagui-de-Schneider (Mico schneideri), em homenagem ao pesquisador brasileiro Horácio Schneider (1948-2018), geneticista da Universidade Federal do Pará e pioneiro da filogenética molecular de primatas, a descoberta alvoroçou a comunidade científica internacional. A nova espécie de sagui amazônico do…

Aprovada operação de crédito com BB

A Alepa aprovou hoje, à unanimidade, projeto de lei de iniciativa do governador Simão Jatene que altera a Lei nº 7.674/2012, autorizando operação de crédito do Estado do Pará com o Banco do Brasil até o valor de R$ 490 milhões. O financiamento aprovado em outubro de 2012, no valor de R$ 400 milhões, foi destinado à construção do Hospital Regional de Castanhal; conclusão do Instituto de Pediatria do Hospital Ofir Loyola; pavimentação da PA-255, trecho rio Amazonas/Murumuru/Monte Alegre; construção de ponte em concreto na PA-151, sobre o rio Igarapé-Miri; construção de instalações portuárias de pequeno porte; construção e adaptação de aeródromos, inclusive no Marajó; e à Plataforma Logística Intermodal do Rio Guamá (porto Pernambuco, em Inhangapi). Os R$ 90 milhões adicionais serão utilizados para a compra do Hospital Porto Dias pela prefeitura de Belém, através de aporte ao Fundo Estadual de Saúde, em parceria com o Governo do Estado do Pará. O empréstimo já tinha sido aprovado pela Câmara Municipal de Belém. Mas, como o governo federal não tem linha de crédito direta com os municípios, houve a necessidade de ser viabilizado por meio do Governo do Estado. O relator do projeto foi o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, deputado Raimundo Santos.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *