Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Alepa realizou curso sobre condutas vedadas

Está aberta oficialmente a temporada de troca-troca partidário, até o próximo 1º de abril, último dia da janela de migração partidária em que se considera justa causa a mudança de partido pelos detentores de cargo de deputado federal, estadual e distrital para concorrer a eleição majoritária ou proporcional (Lei nº 9.096/1995, art. 22-A, III). A partir da mesma data, até 30 de julho de 2022, o Tribunal Superior Eleitoral promoverá, em até cinco minutos diários, contínuos ou não, requisitados às emissoras de rádio e de televisão, propaganda institucional destinada a incentivar a participação feminina, dos jovens e da comunidade negra na política, bem como a esclarecer aos cidadãos sobre as regras e o funcionamento do sistema eleitoral brasileiro (Lei nº 9.504/1997, art. 93-A).

As regras que norteiam o período eleitoral devem ser seguidas com muita atenção não só pelos agentes políticos, mas também pelos servidores públicos. A fim de disseminar essas normas e aprimorar o processo democrático, o presidente da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Chicão, através da Escola do Legislativo, tomou iniciativa pioneira: realizou nesta segunda-feira (07) o minicurso “Condutas proibidas aos agentes políticos e aos servidores públicos no período eleitoral”. O evento integra as ações do Forma Alepa/Elepa, e foi destinado exclusivamente aos assessores de imprensa da Casa.

A facilitadora do minicurso foi Nathalie Christina de Oliveira Castro, analista judiciária do Tribunal Regional Eleitoral do Pará, que reforçou a importância de a assessoria parlamentar ser composta por profissionais de Comunicação Social. Em ano eleitoral, aumenta muito a necessidade de assessores de imprensa ampliarem seus conhecimentos sobre as condutas inerentes aos agentes públicos, de modo a não ferir a lei e até mesmo para proteger o assessorado (a) de possíveis processos judiciais por prática de atos vedados pela legislação.

Tanto durante o período oficial de campanha quanto nos meses que a antecedem, a Justiça Eleitoral impõe regras acerca do que pode e o que não deve ser feito. “Este é o primeiro órgão em que estamos levando esse tema. A Assembleia Legislativa do Pará representa todos os partidos políticos que estão envolvidos no processo eleitoral das eleições 2022. O Tribunal Regional Eleitoral presta este serviço o ano todo para as zonas eleitorais”, observou a palestrante, que abordou a legislação específica, discorreu sobre os conceitos de agentes políticos e de servidores públicos, definiu o período eleitoral e as diferenças entre propaganda política, propaganda institucional, propaganda partidária, propaganda intrapartidária, propaganda eleitoral e propaganda extemporânea.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *