O IV Distrito Naval da Marinha do Brasil, em parceria com o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), Praticagem da Barra do Pará, Sociedade Amigos da Marinha Pará, Secretarias de Saúde de Barcarena e do Estado do Pará, Tribunal…

Guy Veloso, filho do saudoso jurista, notário e político Zeno Veloso, plantou em sua memória um pé de baobá na Universidade Federal do Pará, onde o ilustre parauara se destacou como professor de direito civil e direito constitucional, formando gerações…

Evellyn Vitória Souza Freitas nasceu no chão do banheiro do Hospital Municipal de Portel, município do arquipélago do Marajó (PA), no dia 28 de julho de 2021, por volta das 8h da manhã, prematura de 28 semanas e dois dias, pesando 1Kg e 39…

Vanete Oliveira, a jovem marajoara de 28 anos e mãe de cinco filhos que sofre há catorze anos com um tumor enorme em um dos olhos, que lhe cobre quase a metade da face, já está internada no Hospital Ophir…

Alepa e IHGP em celebração histórica

Os 117 anos do Instituto Histórico e Geográfico do Pará foram celebrados hoje em sessão solene da Assembleia Legislativa do Pará, proposta pelo deputado Carlos Bordalo(PT). Na ocasião, o presidente da Casa, deputado Márcio Miranda(DEM), anunciou que as relações históricas do IHGP com o Poder Legislativo serão incluídas em volume da série de publicações que vem resgatando a memória do parlamento estadual. Para tanto, ele pediu aos pesquisadores que busquem o que há de documentos que ligam a Alepa ao Instituto ao longo desse mais de um século. 
A presidente do IHGP, Anaíza Vergolino e Silva; o 1º secretário do instituto, Pedro Rocha e Silva; o diretor de comunicação do IHGP, José Leôncio Ferreira de Siqueira; e representantes do Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE), Patrícia Barbosa Maciel; e do Museu Emílio Goeldi, Vanda Okada integraram a mesa oficial. A sessão contou com a participação da banda de música do Corpo de Bombeiros, que executou os hinos do Brasil e do Pará, no início e final, como prevê o regimento interno da Casa. Uma gravação do hino do IHGP, composto pelo desembargador federal do Trabalho Vicente Malheiros da Fonseca (música) e pelo advogado Célio Simões(letra), também foi executada.

O evento também foi prestigiado pelos acadêmicos Antonio José de Mattos Neto, Walbert Monteiro, Auriléa Abelém, Célio Simões, Nazaré Mello Soares, Paula Andréa Rodrigues e Álvaro do Espírito Santo, entre outros de seus 70 sócios efetivos. 

Desde 1944 o solar do Barão do Guajará abriga o IHGP, mas o espaço vem sofrendo com a infestação de pragas e cupins há décadas. A presidente do silogeu, professora Anaíza Vergolino, contou um pouco da saga do instituto e da árdua luta para regularizar a situação jurídico-administrativa e restaurar a edificação, os documentos e peças museológicas. O prédio chegou a passar seis anos fechado. Quando ela assumiu, ainda constava como responsável pelo CNPJ o ex-reitor da Universidade Federal do Pará, José Silveira Netto, falecido na década de 1990.

A meta, agora, é abrir nossas portas para visitação pública. O presidente Márcio Miranda anunciou que vai convidar os deputados para uma visita à entidade, e já adiantou que firmará parceria, a começar pela destinação de parte das emendas parlamentares ao IHGP, a fim de ajudar nos custos da reforma e recuperação.

Fotos de PC Carvalho.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *