Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Alan Fonteles ganha comenda da Alepa

O
atleta parauara Alan Fonteles, que emocionou o mundo ao arrebatar a medalha de
ouro nos Jogos Paraolímpicos de 2012, em Londres, será agraciado com a Comenda
Legislativa “Mérito Nossa Senhora de Nazaré”, por iniciativa do presidente da
Alepa, deputado Manoel Pioneiro (PSDB).

A
meritória e extraordinária atuação é um exemplo de superação. 
Alan
Fonteles Cardoso de Oliveira nasceu em Marabá em 21 de agosto de 1992 e, com
apenas 21 dias, sofreu septicemia decorrente de infecção intestinal, o que
obrigou os médicos a amputarem as duas pernas do bebê no ponto abaixo do
joelho. Aprendeu a andar aos dois anos e aos três já pedalava uma bicicleta. Aos
oito anos de idade começou a correr, revelando sua aptidão ao atletismo.

Alan
correu até 2006 com pernas de madeira até ser observado pelo brasiliense
Rivaldo Martins, triatleta que perdeu a perna esquerda em acidente de carro mas
continuou disputando a modalidade em sua forma adaptada.

Com
equipamento moderno, Alan Fonteles foi aos Jogos de Pequim 2008 com apenas 16
anos. No Mundial de Christchurch (Nova Zelândia), em 2011, ficou com o bronze
nos 100 metros classe T44. Em Londres, com próteses de fibra de carbono, conseguiu
a consagração diante de quase 80 mil pessoas.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *