0

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) concluiu o mapeamento digital do perímetro urbano do município de Afuá, no arquipélago do Marajó. A pedido da Prefeitura Municipal da cidade, foi realizado levantamento aerofotogramétrico, trabalho que envolveu a equipe do Núcleo de Geotecnologias da Emater, o Labgeo, durante um ano e dois meses. A partir desse trabalho, produtos temáticos foram desenvolvidos, como o ortomosaico e o mapa da área urbana do município. Foram executados registros aéreos por drone, com imagem de resolução espacial de 4 centímetros. Ao todo, foram 1300 fotos aéreas para criar uma base cartográfica do município, em alta resolução.

A base cartográfica é a representação fiel do espaço físico e possibilita o conhecimento da ocupação espacial do solo, a interferência sobre o meio natural, as agressões e eventuais deteriorações da área ao longo do tempo. “Outros produtos serão gerados com isso, como o Plano Municipal de Arborização do Município e a questão da localização de todos os equipamentos urbanos existentes, como delegacias, postos de saúde, escolas e ruas”, explicou o geógrafo e coordenador do Núcleo de Geotecnologias da Emater, Jamerson Viana, adiantando que a equipe está repassando bases do município para que a Secretaria de Meio Ambiente possa potencializar suas ações de fiscalização do Cadastro Ambiental Rural e de monitoramento ambiental.

Outro ponto importante é que o município terá autonomia para manusear o banco de dados que está sendo construído em conjunto com a Emater. A ideia é que os técnicos da prefeitura deem continuidade ao trabalho em parceria.

“Essa parceria entre Emater e Secretaria de Meio Ambiente de Afuá foi de fundamental importância. Com ela, nós estamos construindo nosso perímetro urbano, nos proporcionando até a criação da lei do perímetro urbano. Também já estamos pensando em fazer um Cadastro Territorial Multifinalitário e o cadastro de cada terreno, não só multifinalitário, mas também imobiliário. O passo inicial foi com a Emater, que trouxe a tecnologia. Sem a Emater, teríamos um custo muito alto para realizar esse projeto”, pontuou o secretário municipal de Meio Ambiente de Afuá, Hilder Vinicius de Souza Félix, que tenciona fazer também o mapa da zona rural de Afuá.

“Estamos muito felizes com o resultado do projeto, esse levantamento é ímpar no Marajó. É papel da Emater contribuir com a realização de serviços especializados nas áreas de ciências agrárias e humanas, difundindo conhecimentos e informações tecnológicas no meio rural e também urbano”, disse o presidente da Emater, Joniel Vieira de Abreu. “A expectativa é que, a partir do mês fevereiro de 2024, na Câmara Municipal de Afuá, seja feita a apresentação do projeto à população e às autoridades políticas locais”, frisou o chefe do Escritório Local da Emater em Afuá, Alfredo Rabelo Rosas.

Vereador faz performance obscena em Soure

Anterior

70 anos em 3

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *