Membro da Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon), a professora doutora Leila Márcia Elias participou recentemente do Congresso Internacional de Contabilidade da Universidade de São Paulo. Como parte da programação do Núcleo de Contabilidade e Meio Ambiente da USP, que…

Shäron Moalem, médico que ficou conhecido mundialmente por prever no começo da pandemia da Covid-19 que mais homens morreriam vítimas do vírus do que mulheres, diz que o sexo feminino é mais forte que o masculino quanto à sobrevivência, assim…

No período de 10 a 28 de agosto, o navio-hospital-escola Abaré começa nova expedição, oferecendo a 75 comunidades do rio Tapajós nos municípios de Santarém, Aveiro e Belterra serviços de atenção básica à saúde: consultas médicas, odontológicas e de enfermagem,…

O IV Distrito Naval da Marinha do Brasil ativou nesta quarta-feira (4), o Grupo de Embarcações de Operações Ribeirinhas do Norte uma nova Organização Militar em Belém (PA), com propósito de contribuir para a aplicação do Poder Naval na área…

Advogado mostra vídeo em que ofende bispo

Recebi,
na caixinha de comentários do meu blog, a propósito do post “Bispo
do Marajó agredido em Soure
”:
“FRANSSINETE,
SOU O ADVOGADO RICARDO CORREA. VOCE POSTOU UMA OPINIÃO, SEM ME DAR O DIREITO,
OU DE ME CONSULTAR A MINHA VERSÃO DOS FATOS.´DEVER BÁSICO DE QUALQUER PESSOA
QUE LIDE COM A INFORMAÇÃO.OUVIR AS PARTES ENVOLVIDAS.VOCE NÃO CONHECE MINHA
HISTÓRIA DE VIDA, E NEM ESTAVA EM SOURE, NOS DIAS QUE ESTÃO ACONTECENDO, A
FALENCIA DA LEGALIDADE E A ASCENSÃO DA BARBARIE, MANIPULADA POR PESSOAS
INESCRUPULOSAS QUE ESTÃO NAS SOMBRAS, E USARAM O BISPO COMO FANTOCHE.EXPRESSEI
MINHA OPINIÃO AO BISPO COM DUREZA, MAS NÃO ABANEI A CARA NA MÃO DELE COMO VOCE
POSTOU.ALIÁS, FOI TUDO GRAVADO.E TENHO A GRAVAÇÃO DE NOSSA DISCUSSÃO.DEFENDI O
DIREITO AO CONTRADITÓRIO E A AMPLA DEFESA, CONDENEI O TRIBUNAL DE EXCEÇÃO QUE
QUERIAM CRIAR DE MANEIRA OPORTUNISTA.PODERIA FAZER UM HISTÓRICO DO INCIO AO FIM
DAS NEGOCIAÇOES TRABALHISTAS, COM O SINDISAUDE, QUE FORAM ATENDIDAS. MAS QUANDO
CHEGOU AO FIM A REUNIÃO, OUTRAS PESSOAS APRESENTARAM OUTRA PAUTA-AGORA
POLITICA, DE RENUNCIA OU SOFRERIAMOS AS CONSEQUENCIAS. É FÁCIL DIZER ”
APOIO O MOVIMENTO MAS NÃO ME RESPONSABILIZO PELOS DANOS, PESSOAS FERIDAS,
FAMILIAS TORTURADAS, APEDREJADAS”.ASSIM AGIU PILATOS.LAVOU AS MÃOS, PARA O
BANHO DE SANGUE.ESPERO QUE PUBLIQUE MEU PROTESTO E MINHA INDIGNAÇÃO, POR NÃO
TER ME DADO OPORTUNIDADE, OU SEQUER SE INTEIRADO MELHOR DO QUE ACONTECE EM
SOURE.É VERDADE QUE ESTAMOS COM UMA CIDADE ESBURACADA, PROBLEMAS NA SAÚDE, ATÉM
BELÉM TEM PROBLEMAS.DIGA UMA CIDADE QUE NÃO TEM? MAS MUITA COISA BOA FOI
FEITA.MAS PARECE QUE FOI ESQUECIDA. É VERDADE QUE O PREFEITO NÃO DEVERIA TER
NOMEADO ALGUM SECRETÁRIO QUE O POVO REJEITA.MAS SERIA ESSE MOTIVO PARA TANTO
SANGUE, SANGUE QUE AGORA ESTÁ NAS MÃOS DOS CORRDENADORES DESSA MANIFESTAÇÃO E
DE QUEM APOIOU. O CERTO É PÉLA LEGALIDADE.DEFENDO O DEVIDO PROCESSO LEGAL. QUE
SE DENUNCIE E APURE.A SELVAGERIA E A BARBARIE É INSANA. MAS TEM ADEPTOS.
ESPERO
QUE APROVE MEU COMENTÁRIO.NO MÍNIMO.COMO DIREITO DE RESPOSTA.” (sic)
Nota do Blog: o vídeo a que o
advogado Ricardo Corrêa se refere é truncado. Por que para abruptamente e não
mostra a sequência em que o assessor do prefeito se aproxima ameaçadoramente do
bispo Dom José Luiz Azcona?
Mas,
mesmo truncadas, as imagens são eloquentes provas de tudo o que foi postado
neste blog. Como advogado, Ricardo Corrêa sabe – ou deveria saber – que as
palavras que proferiu, dirigindo-se a Dom Azcona, não só configuram graves insultos,
ofensas morais, como crime. Como se observa nitidamente no vídeo reconhecido
pelo próprio douto causídico, gesticulando sempre de modo extremamente
agressivo a Dom Azcona – que estava ali não como pessoa física, mas como o
bispo do Marajó, autoridade eclesiástica, a fim de interceder pela paz social
-, ele acusou-o, textualmente, de “agir levianamente”; “incitar à violência”, “usurpar
o direito dos juízes”, “pisar na Constituição brasileira”, usar “vias tortas”, e
arrematou seus impropérios gritando que o bispo “deveria ter vergonha de se
dizer brasileiro e desenrolar a Bandeira do Brasil”. Esta é uma conduta devida,
digna, correta, e, sobretudo, lícita, de um advogado a um bispo de 75 anos?!
O
advogado Ricardo Corrêa deveria gastar sua agressividade contra os pedófilos
que infestam o arquipélago do Marajó, abusando e explorando sexualmente criancinhas;
contra o tráfico humano e de drogas que recruta meninos e meninas de dentro das
salas de aula; contra o abandono secular de uma região cuja exuberante beleza
esmaece ante a vastidão das medonhas chagas sociais. Mas é o bispo Dom José
Luiz Azcona quem, mesmo idoso, tira forças de sua incontestável integridade
moral e não cansa de clamar há décadas para que o poder público olhe e proteja
essas famílias. É o bispo Dom Azcona quem não desiste de procurar o Executivo
estadual e federal, o Ministério Público e o Judiciário, incessantemente, em
busca de justiça e cidadania para a gente marajoara. E foi o bispo Dom Azcona quem
serviu de escudo humano e ficou com suas vestes sujas de ovo e suportou
estoicamente o impacto dos objetos contundentes atirados pela população
enfurecida com o prefeito que o advogado Ricardo Corrêa defende, enquanto estes
saíam incólumes de carro. Aliás, de qual sangue o advogado Ricardo Corrêa fala em seu comentário? Do sangue derramado por uma pessoa da equipe do prefeito, que atirou e baleou na perna um dos manifestantes? Só pode, porque este foi o único ferido no episódio. Menos, menos.
O
advogado Ricardo Corrêa se gaba no vídeo, como se fora grande mérito seu, ter
dado parecer favorável a licença para o exercício de liberdade sindical, e como
favor do prefeito João Luiz Melo ter referendado esse parecer, porque “acha”
justo. Ora! Por que o advogado não confessa à gente simples do Marajó que este é um direito constitucional? E que
tanto o prefeito quanto o advogado do prefeito têm a obrigação de respeitar esse direito e o parecer tem que ser favorável?
Por
fim, mas não menos importante, o bispo do Marajó, Dom José Luiz Azcona, declarou
ao blog que vai consultar o clero quanto à conveniência de ajuizar processo criminal
por injúria, calúnia e difamação contra o advogado Ricardo Corrêa, diante de seu comportamento reincidente .

Assistam
ao vídeo do advogado aí em cima.

Como se diz na minha terra, o advogado Ricardo Corrêa perdeu uma excelente oportunidade de ficar calado. Produziu prova contra si mesmo.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *