A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Adeus, tio Ari, carpinteiro de rio

Meu tio Ari Pereira de Souza, irmão mais velho da minha mãe, se
foi, hoje, aos 80 anos, vítima de infarto. Apaixonado pela arte de construir
barcos e autodidata, no seu pequeno estaleiro artesanal, em Oriximiná, desde a
adolescência ele pensava, desenhava e construía embarcações ágeis e aptas aos rios da região, com o conhecimento da carpintaria ao
longo dos tempos e a experiência adquirida com a observação e a prática.
Tio Ari aprendeu a engenhosidade ribeirinha e foi um grande e verdadeiro
engenheiro naval. Fazia os cálculos na ponta do lápis e uma vez, em um congresso
internacional para o qual fora convidado, mostrou como fazia e tudo foi
reproduzido no computador pelos doutores especialistas, revelando
impressionante exatidão.
Meu tio Ari, homem simples e doce, deu importante contribuição para uma história que não se encontra documentada. Ainda
hoje o construtor naval artesanal leva consigo essa tradição amazônida, legado
da história, da cultura e da identidade do nosso povo, patrimônio imaterial que
merece e precisa ser difundido.
Vai com Deus, tio Ari, construir barcos e navegar na
eternidade.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *