Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Em 17 de dezembro de 1999, a Assembleia Geral das Nações Unidas designou o 25 de novembro Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher. Passados 22 anos, os dados do 14° Anuário Brasileiro de Segurança Pública são aterrorizantes: por…

Acesso ao Mangueirão é nó do Parazão

Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Secretaria Estadual de Esporte e Lazer, Federação Paraense de Futebol, Ministério Público, Detran-PA, Semob, Segup e Prefeitura de Belém estão numa sinuca de bico, como diz o caboclo, para garantir o acesso de veículos ao Estádio Olímpico do Pará Edgar Proença – o Mangueirão – durante os jogos do Campeonato Paraense de Futebol. Isto porque o trânsito na rodovia Augusto Montenegro está fechado em razão das obras do BRT-Belém e não tem previsão até o final de fevereiro para ser liberado.
Uma das alternativas é abrir um corredor pela Transmangueirão e desviar o trânsito para o anel externo do estádio até à altura dos acessos dos portões B1, A1, A2 e A3. 
Para o jogo entre Remo e Águia, pode ser que funcione. A maior preocupação, contudo, é o clássico entre Remo e Paysandu, quando o estádio deverá receber mais de 30 mil torcedores. O esquema final será apresentado amanhã, às 15h, na sede social do Clube do Remo, após análise de todos os órgãos públicos envolvidos na organização do Parazão. 

O trânsito na Augusto Montenegro sofre constante engarrafamento. A obra do BRT está concentrada desde o Entroncamento até à frente do Mangueirão, utilizando duas pistas e sem alternativa para acesso ao local e ao parque improvisado de estacionamento externo. 

O novo presidente do Remo, André Cavalcante, anunciou que os ingressos para o jogo do próximo domingo já estão à venda a partir de hoje na sede social do clube, na avenida Nazaré. Os primeiros lotes serão destinados aos sócios torcedores ao preço de R$30 a arquibancada e R$ 50 a cadeira. A partir de amanhã a venda será aberta aos demais torcedores, ainda com preço promocional e, no sábado, dia 30, os preços estarão mais caros: R$ 40 a arquibancada e R$ 60 a cadeira. As meias-entradas para estudantes são vendidas pela internet. 

Já o desenho final de segurança, trânsito, ambulantes e acesso de torcedores será anunciado durante reunião no Comando do Batalhão Especial de Polícia de Eventos, nesta quinta-feira, 28, às 9h. A abertura oficial do Parazão será no sábado, 30, em Santarém, na inauguração do gramado do estádio Colosso do Tapajós.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *