Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

12ª VTB bloqueia R$2,5 milhões da Var do Brasil

Sentença proferida pela 12ª Vara do Trabalho de Belém determinou o bloqueio de bens móveis e imóveis das empresas que integram o grupo Var do Brasil, até o valor de R$ 2,5 milhões, para pagamento de créditos trabalhistas. 

decisão manteve liminar concedida no ano passado, em ação civil pública de autoria do Ministério Público do Trabalho, ajuizada contra a Var do Brasil Ambiental Ltda., Var do Brasil Holding Ltda., F&S Participações em Empreendimentos Sustentáveis do Brasil Ltda., Torio Brasil Mineração Ltda, Torio Mining Participações Ltda. Me e seus sócios/administradores. Os valores serão destinados ao pagamento de créditos processados na Justiça do Trabalho em ações individuais, quitação dos demais credores trabalhistas e o restante, se houver, será revertido em favor do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), a título de dano moral coletivo. 

A Justiça manteve, ainda, o reconhecimento da responsabilidade solidária dos sócios e administradores. 

Em setembro de 2016, o MPT recebeu relato acerca das dificuldades de pagamento da folha de empregados pela Var do Brasil Ambiental, sociedade empresarial composta pela Var do Brasil Holding e F&S Participações em Empreendimentos Sustentáveis do Brasil, após a perda da posse e propriedade do terreno onde funcionava a fábrica da empresa, entre maio e junho de 2015.
Depois, a F&S Participações foi retirada da sociedade e nomeado um administrador, sócio da Tório Brasil Mineração, empresa que depositou inúmeros créditos em favor da Var do Brasil junto ao Bradesco, de dívidas de outra natureza que não a trabalhista. 

Tal fato levou o MPT a concluir que a Torio é a nova sócia da Var do Brasil ou pertence ao mesmo grupo econômico e que, ao manter uma única empresa na sua constituição societária, a Var do Brasil quis proteger seus bens, chegando inclusive a renunciar à propriedade definitiva de seu terreno, em processo perante a 1ª vara Cível de Icoaraci, em julho de 2016, quando já tramitavam muitas execuções nas Varas do Trabalho de Belém. Para se ter uma ideia, a joint venture holandesa do ramo de produção de biomassa pagou salários de empregados só até meados de outubro de 2015.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *