0
Os bastidores político-partidários estão em ebulição no Pará. O pastor da Igreja Universal do Reino de Deus e vereador de Belém Raul Batista foi preso, hoje de manhã, pela Polícia Federal, em meio à Operação Arapaima, que desarticulou organização criminosa suspeita de cometer fraudes na concessão do benefício social de seguro defeso ao pescador artesanal. A fraude envolve servidores e intermediários ligados aos órgãos públicos responsáveis por essa concessão, no Pará.
Cerca de 70 policiais federais cumpriram 17 mandados de prisão temporária e outros 17 de busca e apreensão, em Belém, Ananindeua, Soure, Cametá, Santa Isabel e Altamira. Ainda não foi liberada a relação dos nomes de todos os presos.
Em inquérito policial cujas investigações iniciaram em 29 de abril de 2014, a PF apurou a materialidade e identificou membros da quadrilha que atuava fraudando o seguro defeso, perante a Superintendência Federal da Pesca no Pará e postos do Sistema Nacional de Emprego (SINE/MTE), bem como agências da Caixa Econômica Federal, mediante a inserção de dados falsos no sistema de registro geral da pesca (RGP).

O vereador Raul Batista e os demais presos estão na Superintendência Regional da Polícia Federal no Estado do Pará sendo interrogados e indiciados pelos crimes de estelionato, corrupção passiva e ativa, inserção de dados falsos em sistemas de informação, além de associação criminosa. Depois, farão exames no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e, em seguida, serão recolhidos ao sistema penitenciário. 

O delegado federal Gerson França informou que as investigações começaram durante a gestão de Eduardo Lopes no Ministério da Pesca, que é do partido PRB, o mesmo do pastor Raul. 

Arapima Gigas é o nome científico do Pirarucu, peixe símbolo do rio Amazonas e de toda região Norte, conhecido por ser o maior peixe de escamas que habita  águas doces do planeta. 
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

O que há em comum entre navios e ônibus

Anterior

Caravana Estadual da Anistia no Pará

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *