O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Truculência na Susipe

Recentemente, o presidente da subseção da
OAB-PA em Santarém, advogado Ubirajara Bentes Filho, acompanhado de outros
membros da OAB e de vereadores membros da Comissão de Direitos Humanos da
Câmara Municipal, foi impedido de acessar as dependências do presídio Sílvio
Hall de Moura, a fim de dialogar com detentos e verificar as condições em que
vivem na casa penal.
Situação semelhante foi sofrida pela
presidente da subseção da OAB-PA em Itaituba, Cristina Bueno, que, ao tentar
acompanhar caso de denúncia de tortura que estaria sendo praticada por
policiais do Grupamento Tático da PM durante inspeção de detentos, também teve
acesso negado pelo diretor do Centro de Recuperação de Itaituba. E olhem que a OAB
tem assento no Conselho Estadual de Segurança Pública e no Conselho Estadual de
Política Criminal e Penitenciária!
Pois bem. Há poucos dias, a Irmã Henriqueta Cavalcante,
coordenadora da Comissão Justiça e Paz da CNBB Norte II, ao fazer visita
humanitária a um preso em Belém, foi muito bem recebida e encaminhada pelo delegado
de Polícia Civil Ronaldo Silva, da delegacia da Marambaia, que telefonou à
unidade de triagem da Marambaia avisando o motivo da visita e ainda lhe deu
carona, porque chovia. Entretanto, na unidade da Susipe o inspetor Bahia a
tratou mal e a obrigou a ficar esperando na chuva. Lá, ouviu diversos relatos em
relação ao tratamento desumano dispensado aos familiares dos presos. Já passou
da hora de a Superintendência tomar providências.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *