0

O presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (PA/AP), desembargador Marcus Losada Maia, marcou os dez anos de ações no combate ao trabalho infantil entregando a Divisão de Apoio à Infância, espaço que irá receber as ações do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem. O espaço conta com uma sala de informática totalmente equipada, ambiente multiuso e sala de música. Um dia esperado por todos os magistrados, magistradas, servidores, servidoras, padrinhos e voluntários que abraçam essa causa relevante, urgente e necessária.

A Corregedora Regional do TRT8 e gestora do Programa do Combate ao Trabalho Infantil, desembargadora Zuíla Lima Dutra, salientou a importância de chamar atenção da sociedade sobre os males provocados pelo trabalho infantil e a responsabilidade de todos de erradicar essa cruel pandemia que persiste desde os tempos do Brasil Colônia.

A programação incluiu a exposição dos 50 desenhos selecionados no Concurso Super Catavento, no espaço cultural Ministro Orlando Teixeira, no prédio-sede do tribunal. A mostra pode ser visitada até o dia 16 de junho de 2023.

A vencedora do concurso, Tayane Carmo Silva, esteve presente com os familiares e fez a entrega da capa vermelha para o super-herói do concurso, o Super Catavento. “Eu me sinto muito honrada em fazer parte desta luta no combate ao Trabalho Infantil juntamente com o Tribunal do Trabalho e ter a minha arte conhecida.”

O desembargador Marcus Losada Maia, em seu pronunciamento, falou da importância de o tribunal realizar ações que são referências no país no combate ao trabalho infantil. “Nós sempre recebemos alunos, professores e escolas, e todos com o entusiamo das ações desenvolvidos pelo Programa de Combate ao Trabalho Infantil”, comentou.

A gestora do Programa, juíza Vanilza Malcher, ressaltou que a inauguração da Divisão de Apoio à Infância é o reconhecimento de uma construção coletiva , fruto do apoio, parcerias da sociedade civil, dos padrinhos, voluntários, todo mundo que contribuiu para a concretização deste sonho. “Neste dia 12 de junho celebramos o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil e convidamos toda a sociedade para refletir sobre essa chaga social que ainda existe”.

Durante a inauguração da Sala de Música, o aluno Thiago Cardoso, 14, contou que participa todos os sábados de aulas de música, na Comunidade da Guanabara, no projeto ‘Acorde sem o Trabalho Infantil’. “Eu toco violão e sempre gostei de música. O projeto me incentivou ainda mais a aprender e até tocar outros instrumentos”, comemora.

Thiago e mais outros jovens integrantes do projeto participaram da inauguração da sala de música que ganhou o nome de Vicente Malheiros, desembargador aposentado do TRT8, músico, poeta, escritor e pesquisador nascido em Santarém, que esteve presente e agradeceu a homenagem.

A diretora da Escola Estadual Waldemar Ribeiro, Rosemary Castro, declarou que “as ações do TRT8 vão muito além, ganham ruas, escolas e hoje tenho muito orgulho de dizer que dos nossos alunos, que são em torno de 500, nenhum estudante é trabalhador infantil. Este é um programa que pode cada vez mais fazer a diferença em uma família, em uma comunidade”, explica.

Na próxima segunda-feira, dia 12 de junho, a partir das 9h, as crianças e jovens que fazem parte do projeto ‘Acorde Sem o Trabalho Infantil’ terão a sua primeira aula de violão na sala de música da Divisão de Apoio à Infância.

Na Escola Estadual Waldemar Ribeiro, o Super catavento irá fazer uma atividade lúdica intitulada “O poder é meu” junto com as crianças da escola.

Outra atividade é a vinda dos alunos da Escola Municipal Campos São José, que fica na Ilha Grande do Combu. Eles participarão da programação do dia 12 de junho no edifício-sede do TRT8, visitarão o Fórum Trabalhista de Belém, a Divisão de Apoio à Infância e a sede da Amatra 8 – Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho.

Os alunos também irão participar do curso de informática e de uma roda de conversa com o tema Desafios e ações para o combate ao trabalho infantil, que terá como mediador o juiz do trabalho Otávio Bruno Ferreira.

A programação é uma parceria com a Escola Judicial (EJUD-8) e Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da Oitava Região (Amatra 8).

Alepa celebra Comunidade Portuguesa

Anterior

Lançamento de livros no ICA/UFPA

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *