0
Lucas Pardauil da Costa foi executado com quatro tiros na cabeça, na estrada de Jenipapo, no município de Santa Cruz do Arari, no Arquipélago do Marajó, no sábado passado. Seu corpo foi encontrado por moradores do local e o caso já chegou ao conhecimento do delegado geral de Polícia Civil do Pará, Rilmar Firmino. Ele era uma das dez testemunhas do caso da matança de cães em Santa Cruz do Arari, que ganhou repercussão internacional e foi objeto dos processos nº 0000468-46.2013.814.0000 (Procedimento Investigatório Criminal nº 01/2013-PJSCA) e nº 0000517-87.2013.8.14.0000 (Inquérito Policial nº 40/2013.000511-0), além de denúncia da promotora de justiça local, Jeanne Maria Farias de Oliveira, e do procurador de Justiça Nelson Medrado perante as Câmaras Criminais Reunidas do Tribunal de Justiça do Estado, e cuja oitiva das testemunhas está prevista para começar na semana que vem. Lucas Pardauil estava trafegando de moto na estrada vicinal, à noite, fazendo um frete, e até agora não se sabe detalhes sobre o crime. As demais nove testemunhas estão com medo.

Leiam a denúncia do MPE-PA na íntegra aqui.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Jatene vai depor à Comissão da Verdade

Anterior

Soldados doam cabelos a escalpeladas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *