0



Uma das praias mais lindas do mundo, Alter do Chão sofre a poluição sonora dos exibicionistas e seus carros tunados em decibéis insuportáveis, sucatas do Sairé, restos do carnaval, e muito lixo acumulado nas ruas, atraindo moscas em grande quantidade. É preciso multar os responsáveis e fazer a coleta de lixo funcionar, além de uma ampla campanha educativa junto à população local e visitantes.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

A lei é para todos

Anterior

Desta vez não escapa

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *