Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Sinjor cobra providências por agressão

“O repórter fotográfico e cinematográfico Erlon Peres de Oliveira, de Barcarena, que presta serviço para a RBA, foi agredido e ameaçado de morte naquele município, na última quinta-feira, 11. O crime se apresenta como flagrante retaliação ao exercício profissional. O repórter tem documentado a ação da multinacional Bunge, empresa de transporte e armazenamento de soja, acusada de dano ambiental que teria levado três pessoas à morte e cerca de 200 pessoas ao adoecimento devido à contaminação ocasionada pelo despejo de soja estragada no rio. 
A matéria publicada pelo jornal Diário do Pará no último domingo, 7, assinada pelos jornalistas Carlos Mendes e Paulo Jordão com fotos de Herlon Oliveira, traz à tona a denúncia da comunidade ribeirinha do Furo do Arrozal e da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf). A notícia foi repercutida na Câmara Federal pelo deputado Edmilson Rodrigues (Psol), que cobrou providências das autoridades.
Herlon registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Barcarena, nesta sexta-feira, 12, dando conta que às 22 horas da véspera, ele foi abordado na rua por dois homens armados de revólveres que estavam numa motocicleta e com os rostos ocultos por capacetes. Um deles disse para o outro: “acaba logo com ele (Herlon)”, conta a vítima. A dupla imobilizou o jornalista agarrando-o pelo braço esquerdo que foi colocado nas costas e, em seguida, teve o rosto encostado na grade de uma escola. Um conhecido do repórter avistou a agressão e gritou, momento em que Herlon notou a presença de um Corsa prata que possivelmente dava cobertura à dupla. 
Os bandidos avisaram o jornalista para ele “não se meter onde não devia” e deram uma coronhada na cabeça da vítima, abandonando-a ensanguentada e semi consciente no chão. Ele será submetido a exame de corpo de delito em Abaetetuba, na próxima semana. O líder da Fetraf de Barcarena, Bosco de Oliveira Martins Júnior, entrevistado na matéria do Diário, também registrou boletim de ocorrência dando conta de ameaças de morte sofridas. 
O Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor-PA), cumprindo o papel de defensor dos Direitos Humanos, Liberdade de Imprensa e do livre exercício da profissão, vem a público repudiar essa sequência de crimes e cobrar a manifestação pública do secretário estadual de Segurança, Jeannot Jansen. O Sinjor enviará ofício cobrando a adoção de providências urgentes a fim de investigar e deter a ação dos criminosos.
Também exige explicações da Bunge sobre todas as denúncias de domínio público que recaem sobre a empresa, especialmente, considerando as circunstâncias que colocam essa multinacional como a única suspeita de autoria da ameaça e agressão ao jornalista e ao líder da Fetraf.
É inadmissível que a Democracia duramente conquistada neste país venha a ser ameaçada pelo autoritarismo de empresas que venham se instalar no Pará, com a anuência do Estado, para usurpar a dignidade e o direito à informação do nosso povo. Não vamos tolerar tentativas sorrateiras de calar o jornalista em nosso Estado.
Sindicato dos Jornalistas do Pará”

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *