0

O prefeito de Muaná, Raimundo Martins Cunha (PMDB), vulgo Serrote, eleito em 2004 e reeleito em 2008, é acusado de apropriação indébita de dinheiro oriundo de descontos nos contracheques dos servidores municipais para quitação de empréstimo consignado. O alcaide também responde a uma ação de cobrança do banco BMG. 

Serrote deixou de repassar os descontos por vários meses e ignorou duas notificações do MPE-PA. O advogado do prefeito sustenta que ele já depositou os valores, nas nenhuma prova foi anexada aos autos.
O relator, desembargador João Maroja, foi acompanhado à unanimidade no recebimento da denúncia e abertura da ação penal por crime de responsabilidade, nas Câmaras Criminais Reunidas do TJE-PA. 
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Enquanto isso, na Sala de Justiça…

Anterior

Atenção, pais!

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *