Nesta quinta-feira, dia 21, até o sábado, 23, a Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Pará oferece os cursos de qualificação e atualização do projeto Forma Alepa/Elepa Itinerante em Santarém, atendendo toda a região do Baixo Amazonas, abrangendo também…

Em reunião conjunta das Comissões de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (18) foi aprovado o projeto de lei nº 363/2021, que autoriza o Governo do Pará a contratar operação…

Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Semas faz consulta sobre ETC Tapajós e complexo hidrelétrico

A Estação de Transbordo de Cargas, Terminal LDC Tapajós, da empresa Louis Dreyfus Commodities, a ser instalado em Rurópolis, e o Complexo Hidrelétrico Cupari Braços Leste e Oeste e Linhas de Transmissão Associadas, da Cienge Engenharia, previsto para o rio Cupari, no sudoeste paraense, foram colocados em debate esta semana pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), em consultas às comunidades afetadas pelos projetos.

Foram cinco reuniões, entre terça (23) e quinta-feira (25), conduzidas pelo secretário adjunto de Regularidade Ambiental da Semas, Thales Belo, e equipe técnica, além de representantes das empresas responsáveis pelos empreendimentos e da consultoria Ambientare. 

As comunidades demonstraram preocupação com a poluição do ar e alagamento das áreas rurais em que vivem famílias no entorno do rio Cupari. Além disso, pediram mais projetos sociais, programas para qualificação e investimentos na saúde, segurança pública e produção local para gerar renda para a região. As audiências públicas são o próximo passo, e devem acontecer entre os dias 4 e 6 de outubro. Depois, a análise do projeto será submetida ao Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema) para deliberação ou não de licença prévia da Semas, que atesta a localização e a viabilidade socioambiental dos empreendimentos. 

O complexo hidrelétrico Cupari Leste e Oeste inclui um conjunto de três pequenas centrais hidrelétricas e uma usina hidrelétrica, que produzirão até 97 megawatts. Uma linha de transmissão de 60 KW coletará a energia e a conduzirá até a subestação de Rurópolis, conectada ao SIN. O projeto prevê a realização de 26 programas destinados à população local.

A ETC Terminal LDC Tapajós deverá receberá soja e milho das principais regiões produtoras do Centro-Oeste do Brasil por meio de caminhões, via BR-163 (Santarém/Cuiabá) e BR-230(Transamazônica). Os grãos serão armazenados em silos,  carregados nas barcaças ancoradas em um píer flutuante próximo à margem direita do rio Tapajós, e navegarão pelos rios Tapajós, Amazonas e Pará, até os portos de Vila do Conde e Santarém, onde será feito o transbordo para navios graneleiros, que levarão o produto para os principais mercados consumidores do mundo.
O projeto prevê coleta seletiva do lixo produzido no terminal e a execuçao de 26 programas socioambientais.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *