0

Mais um acidente no bairro do Reduto, há pouco, no cruzamento da Trav. Quintino Bocaiúva com a Rua Ó de Almeida. São diárias as colisões, quando não atropelamentos, pois não há sinalização de trânsito nessa esquina, nem na Piedade com as transversais 28 de Setembro, Manoel Barata, Ó de Almeida e Aristides Lobo.

Acionada por telefone, e-mail e presencialmente com pedidos de providência dos moradores do bairro, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém informou que fez visita técnica no trecho e um projeto de sinalização foi elaborado, mas que as constantes chuvas vêm prejudicando o andamento dos trabalhos de sinalização que, geralmente, são realizados durante a noite, para não atrapalhar o fluxo das vias no período diurno.

Ignorando o fato de que nos verões passados também não havia sinalização, a nota da Semob orienta que os condutores dirijam com atenção e sigam as regras de circulação previstas no Código de Trânsito Brasileiro, “legislação que regula o trânsito e aprendida nos Centros de Formação de Condutores, quando da habilitação. Seguindo essas recomendações, o condutor evita imprudências, infrações, multas, sinistros e mortes no trânsito.”

Salve-nos, quem?

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Projeto Leitura Dramática no foyer do Theatro da Paz

Anterior

O costume do cachimbo

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *