0

A Câmara Municipal de Cametá, terra natal do festejado escritor e jornalista Salomão Larêdo, prestará homenagem especial ao ilustre cametaense pela sua contribuição à literatura paraense e à promoção da cultura popular. Salomão vai ser agraciado com a Comenda Gentil Bittencourt. A outorga será na quarta-feira, 20 de dezembro, às 19h, em sessão selene.

Salomão, que é membro da Academia Paraense de Letras e da Academia Paraense de Jornalismo, compartilhou seu sentimento: “Estou muito emocionado, recordando que meu tio Jaime Larêdo foi vereador nesta Câmara. A reação é de agradecimento a Deus e a Nossa Senhora do Carmo, e aos componentes do Poder Legislativo de Cametá”.

A honraria foi proposta pelo ex-vereador Iracy de Freitas Nunes, pai do atual presidente vereador João Paulo Cunha.

Salomão Larêdo já publicou mais de cinquenta obras, e explora em suas narrativas mitos, misticismo, sincretismo e o cotidiano mágico amazônida. Mulheres, pobres, negros, doentes, indígenas e outros grupos excluídos são personagens recorrentes em seus livros.

“Sou difusor da cultura brasileira, paraense, amazônica, cametaense, ribeirinha, popular, da cultura dos simples, dos despossuídos”, gosta de dizer.

Salomão foi escritor homenageado da 26ª edição da Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, ao lado da escritora castanhalense Heliana Barriga.

“A sensação é muito gostosa, de imensa alegria ao ver as pessoas lendo, comentando, discutindo, falando dos livros que escrevo e isso é satisfação muito grande que recompensa o trabalho, esforço dispendido no trabalho em prol do livro e da literatura”, comenta Salomão, que planeja lançar novas obras em 2024, incluindo romances literários como “Onze Bandeirinhas”, “República das Mulheres” e o “Império da Feitiçaria”.

Há quase trinta anos o poeta e romancista se dedica à promoção da leitura, empenhado em formar leitores com consciência social, crítica e política.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

MPT-PA foca nas barragens da mineração

Anterior

Ivanildo Alves lança Madrasta Terra na APL

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *