Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Resgate migratório

A socióloga Marília Ferreira Emmi, do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da UFPA, dedicou sua tese de doutorado sobre a presença italiana na Amazônia. Entre outros importantes dados, ela resgata que o segundo grupo migratório veio espontaneamente para os centros urbanos. Era formado por pequenos proprietários e artesãos originários da Calábria, Basilicata e Campânia, que com recursos próprios emigraram e se instalaram em Belém e Manaus e em municípios do Baixo Amazonas como Óbidos, Santarém, Oriximiná, Juruti, Faro, Terra Santa e Alenquer. Segundo a Profa. Emmi, em termos regionais esse segmento era mais numeroso e teve maior continuidade. Eles se firmaram, sobretudo, como comerciantes. Leia a matéria completa e “Últimas Notícias”, na home www.uruatapera.com.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *