Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Iniciativa elogiável

A Secult lança hoje o projeto Memórias da Estrada de Ferro Belém-Brasília, no antigo prédio da estação Belém-Bragança, na localidade de Benjamin Constant, a 20 quilômetros de Bragança. O governo pretende criar um centro de referência e memória da ferrovia e da migração espanhola na região bragantina, onde serão colhidas informações sobre a estrada de ferro – fotografias, documentos e depoimentos sobre a vida da região e sua ligação com a antiga estrada de ferro -, posteriormente digitalizadas. Durante cem anos, a estrada de Ferro Belém-Bragança foi o principal meio de transporte de passageiros e de escoamento da produção das colônias agrícolas dos municípios da zona bragantina. Seu primeiro trecho foi concluído em 1884, e a inauguração oficial, já com o trajeto completo de 233 Km, foi em 1908, durante o governo de Augusto Montenegro. Desativada em 1965, por decreto do ministro dos Transportes Juarez Távora, a estação será tombada como patrimônio histórico e cultural do Estado. Também está em processo de tombamento o prédio da antiga estação de trens de Icoaraci (antigo Ramal do Pinheiro).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *