0
Usado em proveito próprio pelo casal Valéria e Vic Pires Franco, o DEM está em ritmo de extinção. Ninguém quer coligar com a sigla, que virou de aluguel. A cúpula nacional dispensa comentários: Rodrigo Maia, Valéria Pires Franco, Paulo Bornhausen, ACM Neto. A nata dos representantes das velhas oligarquias do Brasil.

No Pará, os principais líderes do PSDB – Simão Jatene, Flexa Ribeiro, Mário Couto, Zenado Coutinho, Wandenkolk Gonçalves e Nilson Pinto, além dos deputados estaduais – foram atacados sistematicamente, de modo repugnante, por Vic, que disseminou fofocas e detalhes sórdidos sobre a vida conjugal e familiar de todos. Daí que nem a tradicional afinidade sustenta nova aliança.

A governadora Ana Júlia Carepa foi enxovalhada de forma torpe e vil em sua honra pessoal, como mãe, mulher e governante. Tanto o núcleo de sua campanha quanto a militância do PT não querem nem ouvir falar em DEM.

As relações familiares e afetivas da família Barbalho inteira também foram estraçalhadas por Vic. A estratégia do PMDB foi cozinhar o casal demo em banho-maria até que chegou à atual situação vexatória na qual o ‘quem dá mais’ alcançou o nível mais baixo – em seu pior sentido.

Decoro, decência, dignidade e brio foram lançados às favas por Vic, cuja conduta contraria os mais básicos padrões ético-jurídicos.

A honra é o bem mais valioso que se pode ter em vida. Só os que não têm vida moral não lhe sabem dar o devido valor.

Quando se trata de honra, as ações demonstram o sentimento e o caráter de quem age.

Há, assim, uma honra coletiva a ser preservada.

Pelo Pará e pelo País.

Resta saber se tucanos, petistas e peemedebistas lutarão por ela.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Do Blog do Alencar

Anterior

Domingo febril

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *