0

Mais uma vítima animal do feriadão, este quati foi atropelado na PA-324, que dá acesso a Salinópolis.

O quati é um parente do guaxinim, com nariz mais comprido e corpo mais alongado. É onívoro, ou seja, come todos os tipos de alimento, de folhas a carne. Tem patas que lembram um pouco as dos ursos, muito úteis para subir em árvores. Alguns são quase pretos, outros avermelhados, e outros cinzas. Têm focinho e pés pretos, e cauda com até oito anéis pretos.

A palavra quati, que é o nome popular dos mamíferos do gênero Nasua, deriva do termo tupi akwa’tim, que significa “nariz pontudo”, clara referência ao comprido focinho do bicho. A mesma associação é feita no nome científico do gênero: em latim Nasua (nasus) também significa “nariz”.

O quati-de-cauda-anelada, quati-de-bando ou quati sul-americano (Nasua nasua) vive em áreas florestadas nas regiões tropical e subtropical da América do Sul. Vivem – e morrem – atravessando estradas.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

O Soneto

Anterior

Novos membros do IHGP

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *