0

“Se uma eclusa e uma hidrelétrica forem construídas ao mesmo tempo, o preço da obra aumenta 5%. Agora, se a eclusa for feita depois, salta para 30%. “É preciso assegurar a navegabilidade das hidrovias em harmonia com a produção de energia. Portanto, é necessário viabilizar as eclusas. Só assim poderemos incrementar o uso múltiplo das águas, com hidrovias e preservação do meio ambiente. Hidrovia é remediação ambiental. O transporte hidroviário emite 90% menos de gás carbônico na atmosfera do que o rodoviário.
Quando transportarmos 30% da produção agrícola brasileira por hidrovias, serão emitidos 5,6 milhões de toneladas de gás carbônico a menos na atmosfera”(Fernando Fialho, diretor-geral da Antaq) .

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Falta de coordenação

Anterior

Confira o rol de vacinas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *