Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

Patrimônio histórico de Belém será restaurado

A Prefeitura de Belém vai revitalizar dezesseis imóveis do município que estão há anos em situação de abandono. Além do resgate do patrimônio histórico, artístico e cultural, a intenção é reduzir gastos com aluguéis de prédios que abrigam órgãos municipais. O prefeito Edmilson Rodrigues designou a secretária municipal de Administração, Jurandir Novaes, membro do Instituto Histórico e Geográfico do Pará assim como ele, para liderar a ação.

Alguns imóveis já dispõem de recursos para a reforma e restauro, como é o caso do prédio de três andares na Av. Presidente Vargas, esquina com a Rua Ó de Almeida, no bairro da Campina. Tombado como patrimônio histórico e arquitetônico, antigamente propriedade do governo federal, ali funcionou por muitos anos o INSS, e será a nova sede da Procuradoria Geral do Município. A PMB está iniciando o processo licitatório da obra.

Mas para os demais o prefeito Edmilson Rodrigues dialoga com a Caixa Econômica Federal e com a Câmara Municipal de Belém, no sentido de ser autorizada operação de crédito no valor de R$ 300 milhões, que segue em análise.

A edificação de dois pavimentos localizada na rua Gaspar Viana, esquina com a Av. Assis de Vasconcelos, no bairro do Reduto, onde funcionou o Portal do Trabalhador e um shopping popular, já foi vistoriada pela Defesa Civil de Belém e pela Semad e aguarda liberação de recursos para o início das obras.

Com arquitetura histórica e imponente, o prédio onde funcionava a antiga sede administrativa da Secretaria Municipal de Finanças (Sefin), na rua Gaspar Viana, esquina da praça das Mercês, no bairro da Campina, é outro imóvel sem uso há cerca de sete anos e que será revitalizado e já foi vistoriado pela a comissão responsável pelas reformas.

A PMB prioriza a revitalização do histórico Palacete Pinho, na rua Doutor Assis, na Cidade Velha, ícone do Ciclo da Borracha (1879-1945), tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O imóvel passou por obras em 2003, mas acabou não sendo utilizado nos anos seguintes e está muito estragado.

Os dois casarões históricos de dois pavimentos que ficam na Passagem Bolonha, no bairro de Nazaré, também ganharão reparos em sua estrutura, fachada e interior para abrigar alguma entidade municipal ainda não definida. No passado, eles foram cedidos pela Prefeitura de Belém para a Sociedade Médico-Cirúrgica do Pará, que em 2019 encerrou suas atividades no espaço e o devolveu para o município. Desde então permanece sem uso.

Outro imóvel a ser revitalizado é o Memorial Magalhães Barata, situado na praça da Leitura, no bairro de São Brás, conhecido popularmente como ‘Chapéu do Barata’. Inaugurado em 18 de junho de 1988 para celebrar o centenário de nascimento do ex-governador do Pará, Magalhães Barata, funcionou até 2005 como Biblioteca Municipal e foi desativado. Sem sem uso, ficou completamente deteriorado.

Atualmente sediada no Memorial dos Povos, espaço com função inicial de galeria de arte, a Fundação Cultural do Município de Belém no passado funcionou em um casarão histórico de dois andares ao lado da Catedral da Sé, em frente à praça Frei Caetano Brandão, na Cidade Velha. Há anos abandonado e deteriorado, será recuperado e devolvido à Fumbel.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *