0

O Apoena Augusto, marqueteiro, fotógrafo e DJ de mão cheia (herdou o feeling do pai, o saudoso jornalista Guilherme Augusto), e o Robson Santos, fera das mídias sociais, navegam com segurança nas águas nem sempre calmas da internet e, além da página Nostalgia Belém no Facebook e Instagram, fazem o programa de entrevista Papo Nostalgia, pelo YouTube, aos sábados, gravado no Estúdio Santos de Casa, de Gabriel Gentil. Pois anteontem foi um bate-papo com o publicitário Orly Bezerra, criador de peças famosas como a campanha “Fera do Vestibular” do Cearense (que até hoje todo mundo conhece) e o grande nome do marketing político paraense. Para quem trabalha com Comunicação rendeu mais do que uma aula intensiva. A turma bicolor estava com um olho no celular e o outro na TV, porque o Paysandu enfrentava o Altos do Piauí naquela noite (e venceu por 3×2).

Orly levou algumas gravações e mostrou cases importantes, comentou erros estratégicos e abriu o coração contando detalhes e curiosidades dos bastidores das campanhas de Ramiro Bentes, Hélio Gueiros, Duciomar Costa e Almir Gabriel para a prefeitura de Belém. Contar vitórias é fácil para qualquer um. Assumir as derrotas é para quem tem humildade e se garante no que faz, além do que um “mea culpa” público de um publicitário tão importante é algo que só um entrevistador muito bom consegue arrancar. E foi espontâneo e leve.

A proposta do Papo Nostalgia é bem despojada e divertida, tanto no cenário quanto no vestuário. Todos usam camiseta e bermudas. A mesa é de madeira natural, tem microfones altos como dos programas de rádio de antigamente e até uma máquina de datilografia manual, e dá para ver uma camiseta aparentemente esquecida em um cabide na parede, com a estampa remetendo a bairros da periferia de Belém.

Na entrevista que Apoena e Robson fizeram com o DJ Dinho mandaram descer um balde para ele. Isto porque reza a lenda das aparelhagens que quem é “poderoso” nas festas tem sempre um balde cheio de cerveja em cima da mesa. Mas aí veio a cara de susto do entrevistado e a surpresa dos entrevistadores: ele não consome bebida alcoólica. Risadas ecoando no estúdio e nas casas dos que assistiam… O programa é transmitido ao vivo, assim todo mundo pode participar comentando ou fazendo perguntas na hora. Mas quem perdeu não precisa se preocupar. Todas as entrevistas ficam disponíveis no canal. Cliquem, assistam ao vídeo, façam a inscrição e me contem o que acharam.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Biblioteca do Detran-PA reformada e ampliada

Anterior

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *