Evellyn Vitória Souza Freitas nasceu no chão do banheiro do Hospital Municipal de Portel, município do arquipélago do Marajó (PA), no dia 28 de julho de 2021, por volta das 8h da manhã, prematura de 28 semanas e dois dias, pesando 1Kg e 39…

Vanete Oliveira, a jovem marajoara de 28 anos e mãe de cinco filhos que sofre há catorze anos com um tumor enorme em um dos olhos, que lhe cobre quase a metade da face, já está internada no Hospital Ophir…

Equipes da Divisão de Homicídios e da Delegacia de Repressão de Furtos e Roubos estavam monitorando há um mês o grupo criminoso que planejava roubar em torno de R$ 1 milhão no caixa eletrônico do Banpará localizado dentro do Hospital…

Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

Os 180 anos da Cabanagem

A Câmara dos Deputados promove a partir de amanhã, em Brasília(DF), a exposição “Nas Trilhas da Cabanagem”, que ficará por um mês no corredor de acesso ao Plenário Ulysses Guimarães. A ideia é do deputado Arnaldo Jordy (PPS-PA), que promove também audiência pública na Comissão de Cultura (às 10h desta terça, no plenário 10 do Anexo II, com transmissão pela TV Câmara na Internet), em homenagem aos 180 anos do movimento social que aconteceu no perído de 1835 a 1840, durante o Império, na província do Grão-Pará, hoje Estado do Pará.  O curador da mostra, que contém fotos, cartazes e documentos da época, é o professor Emanuel Franco Ferreira. 

Os cabanos (índios, negros e mestiços, aliados a intelectuais  da classe média e até à elite (comerciantes e fazendeiros) reivindicavam melhores condições de vida (trabalho, moradia, comida); e participação nas decisões administrativas e políticas da província.
A revolta começou em 06 de janeiro de 1835 com a tomada do quartel e do palácio do governo de Belém por cabanos liderados pelo lavrador Antônio Vinagre. Terminou após cinco sangrentos anos de combate: estima-se que cerca de 30 mil pessoas morreram durante o conflito.

Aliás, o presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda(DEM), está desenvolvendo várias atividades para marcar os 180 anos de Cabanagem, entre elas exposição itinerante do acervo histórico e sessão especial na Assembleia Legislativa do Pará, cuja sede é denominada oficialmente Palácio Cabanagem.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *