0
Teve de tudo hoje na Câmara Municipal de Belém, de bate-boca até spray de pimenta lançado pela Guarda Municipal nos rostos dos presentes. A sessão foi suspensa duas vezes para acalmar os ânimos e debelar a confusão. O prefeito Duciomar Costa e o chefe da Casa Civil, Everaldo Martins, pressionaram pelo celular, mas não houve jeito. O PT rachou e, por fim, com 18 votos a favor da privatização da água na capital, sem condições de prosseguir, a sessão precisou ser encerrada. Ficou para amanhã novo round.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Inpe no Pará

Anterior

Adeus a Luís Carlos França

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *