0

Concebida com linguagem plural, incluindo instalação, teatro, objetos, aquarelas e óleos sobre tela que, nas palavras do artista, traduzem “um delírio geométrico, uma construção visual sustentada por outras visualidades”, está aberta ao público a partir de hoje a exposição “O Silêncio Geométrico da Casa”,  de Tadeu Lobato, a primeira individual no Espaço Cultural Silveira Athias, do escritório de advocacia que este ano completa 40 anos de existência, cujos sócios há muitos anos prestigiam a arte paraense e colecionam peças que já ensejaram até uma exclusiva de seu acervo particular.

 A mostra tem curadoria de Thiago Lima de Souza, e é descrita pelo artista como “uma costura em claro e escuro entre as paredes, pisos, móveis e eletrodomésticos da casa. Uma triangulação: concreto, o imaterial, as subjetividades e os seus disparates”.

A obra de Tadeu Lobato, segundo o próprio autor, “é também um percurso de busca em uma zona de silêncio com a bússola no bolso, trânsito entre tempos (passado, presente e um futuro incerto) cruzando visualidades temporais e extratemporais em suas formas e conteúdos sem desejar uma diretriz ou unidade, tudo é fragmento e tentativa, atritos, ‘inconclusos feitos’, meras afecções”. O artista plástico experimentou sinestesia de cores, sons e texturas para impactar os consumidores de arte com suas emoções e memórias.

A montagem dialoga com a coleção do escritório Silveira Athias, propondo instigantes reflexões e questionamentos entre a linguagem de Tadeu Lobato e a de diversos artistas de todo o país. O espaço cultural fica na Av. Alcindo Cacela, 1858, e o acesso é livre e gratuito, de segunda a sexta-feira das 9h às 12 e das 15h às 18h, até o dia 10 de dezembro, sempre mediante agendamento pelo e-mail eventos@silveiraathias.com.br e apresentação de comprovante de vacinação para Covid-19. Os visitantes devem respeitar todos os protocolos de segurança.

PGJ no Marajó

Anterior

Servidora de Barcarena impedida de cuidar do filho autista

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *