0
O deputado Martinho Carmona(PMDB) acaba de fazer um discurso, digamos, irreverente, na tribuna da Alepa. Discorrendo sobre o setor produtivo e as necessidades de investimento, citou passagem bíblica do Velho Testamento lembrando que o faraó do Egito, em tempos de crise, delegou a José plenos poderes para fazer tudo o que era preciso a fim de evitar a previsão de sete anos de vacas magras e garantir o bem estar de todos. E José não tinha gelo e nem sal, mas conseguiu criar uma tecnologia aplicada ao cultivo de grãos e fez uma verdadeira revolução na produção, conseguindo debelar a crise. Num paralelo com a parábola, Carmona disse que o ex-governador Almir Gabriel tinha o seu José – que era Jatene – mas que o governador Simão Jatene não tem o seu José, ainda está procurando um. No que um gaiato aponta o deputado Sidney Rosa – que não é José e sim Jorge – e foi secretário especial de Produção, no governo passado de Jatene. E Carmona fulminou: _ “Mas ele era do PSDB e foi para o PSB”. Sidney Rosa ficou vermelho. Cai o pano.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Sondagem do impacto do trabalho infantil

Anterior

Carta aos paraenses

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *