Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

O Gastão paraense



A jornalista Ana Célia Pinheiro mata a cobra e mostra o pau em seu blog A Perereca da Vizinha. Olhem bem estas fotos. Elas falam por si. Contam um enredo que envolve sonegação de impostos, fraude, falsidade ideológica e estelionato eleitoral.

A de baixo é do edifício Atalanta, na Doca de Souza Franco, em Belém, onde o quase ex-deputado federal Vic Pires Franco, presidente do DEM-PA, mora e declara por R$203.128,00 o luxuoso apartamento, de andar inteiro, com piscina privativa e mais 800 m2 de área útil.

A foto de cima é de um galpão na rua do Acampamento (vocês sabem onde fica? Nem eu), onde o apartamento da foto do meio custa exatos R$230 mil, anunciado na internet.

Tem mais: no moderno e sofisticado edifício Connext, numa das áreas mais nobres de Belém, Vic comprou quatro salas e declara que elas valem, juntas, R$ 199.763,91.

Pois bem: corretor de imóveis revela que um loft nesse prédio custa em torno de R$ 500 mil e as salas mais baratas, com 23 m2, R$ 105 mil cada. Outro profissional de uma grande imobiliária de Belém disse que tem para vender duas salas geminadas, no 15º andar do Connext, que totalizam 46 m2, por R$ 240 mil – e isso porque não têm acabamento, estão só no cimento (!).

Leiam a história na íntegra e muito mais lá na Perereca. E exerçam a justa indignação cidadã.

Espera-se que, diante do fato público e notório, Ministério Público, TRE-PA, TSE, Receita Federal e Prefeitura Municipal tomem as devidas e urgentes providências. Pelo bem do Pará e do Brasil.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *