0

Fiscais do Ibama destruíram, nesta semana, 250 fornos de carvão ilegal em Tailândia, Moju, Goianésia do Pará e Jacundá. Nas dez carvoarias fiscalizadas havia trabalhadores sem registro em carteira e vivendo em alojamentos sem a infraestrutura adequada. Todas as empresas envolvidas foram multadas em R$ 1 mil por forno de carvão funcionando ilegalmente, e denunciadas ao Ministério do Trabalho.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

O Gastão paraense

Anterior

Belíndia amazônica

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *