0

Uma equipe técnica vai a Juruti investigar denúncias de danos ambientais relatadas em documento do MPF e MPE, envolvendo a mineradora Omnia Minérios Ltda., do grupo Alcoa, que está implantando projeto de extração de bauxita no município. Comunidades estariam sendo pressionadas para deixar áreas de terra, em locais de exploração do minério. Valmir Ortega diz que o cancelamento da licença ambiental é uma hipótese a ser considerada, mas não o único mecanismo para combater os danos ambientais alegados no documento do Ministério Público.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Auditoria no Detran

Anterior

Mangueirão muda nome de novo

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *