0

A Escola Estadual Álvaro Adolfo da Silveira, uma das mais tradicionais de Santarém, não dispõe de sistema de prevenção e proteção contra incêndio; rampas de acesso aos portadores de dificuldade para locomoção; iluminação suficiente nas salas de aula e internet no laboratório de informática. Há infiltrações nas paredes das salas de aula e as instalações elétricas precisam de urgente reparo. Tudo isso influencia na qualidade de ensino, diz o Sintepp, que vai ao Ministério Público denunciar essa situação e a de outras 21 escolas também com problemas na infra-estrutura dos seus prédios. Munido de laudo do Corpo de Bombeiros.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

De armas na mão

Anterior

Túnel do tempo

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *