0

A Polícia Federal divulgou imagens do circuito de segurança de uma loja de materiais em Altamira mostrando José Cleanton Ribeiro, coordenador do Conselho Indigenista Missionário do Xingu e um dos organizadores do encontro sobre a UHE-Belo Monte, em companhia de um índio, escolhendo e pagando três facões, com nota fiscal em nome do Movimento de Mulheres Trabalhadoras de Altamira, no dia 19, véspera do ataque ao engenheiro da Eletrobrás. O padre Josebá Andoni, de Altamira, também foi filmado na loja. Hoje, os dois vão depor na PF.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Fim do nepotismo?

Anterior

A má educação

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *