0

O juiz substituto Rafael da Silva Maia, de Novo Repartimento, condenou a Associação dos Delegados de Polícia do Pará a pagar R$ 25 mil a título de danos morais causados ao juiz Jonas Lacerda de Souza, que se sentiu ofendido pela publicação da nota intitulada “Adepol diz que ex-delegado é vítima de complô”, acusando o referido magistrado de ser tendencioso e perseguir o delegado Neldo Sena Ribeiro, em razão de este ter investigado o envolvimento de empresária na contratação de pistoleiro para matar um vereador de Pacajá.

A Adepol tem 15 dias para pagar a indenização, sob pena de multa de 10% sobre o valor da condenação.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Abrajet, do IHGP e do IHGTap, editora do portal Uruá-Tapera.

Jobim cai do governo

Anterior

Irregularidades no concurso

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *