Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Iniciativa elogiável

A Secult lança hoje o projeto Memórias da Estrada de Ferro Belém-Brasília, no antigo prédio da estação Belém-Bragança, na localidade de Benjamin Constant, a 20 quilômetros de Bragança. O governo pretende criar um centro de referência e memória da ferrovia e da migração espanhola na região bragantina, onde serão colhidas informações sobre a estrada de ferro – fotografias, documentos e depoimentos sobre a vida da região e sua ligação com a antiga estrada de ferro -, posteriormente digitalizadas. Durante cem anos, a estrada de Ferro Belém-Bragança foi o principal meio de transporte de passageiros e de escoamento da produção das colônias agrícolas dos municípios da zona bragantina. Seu primeiro trecho foi concluído em 1884, e a inauguração oficial, já com o trajeto completo de 233 Km, foi em 1908, durante o governo de Augusto Montenegro. Desativada em 1965, por decreto do ministro dos Transportes Juarez Távora, a estação será tombada como patrimônio histórico e cultural do Estado. Também está em processo de tombamento o prédio da antiga estação de trens de Icoaraci (antigo Ramal do Pinheiro).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *