Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Batizada de sagui-de-Schneider (Mico schneideri), em homenagem ao pesquisador brasileiro Horácio Schneider (1948-2018), geneticista da Universidade Federal do Pará e pioneiro da filogenética molecular de primatas, a descoberta alvoroçou a comunidade científica internacional. A nova espécie de sagui amazônico do…

Iniciativa elogiável

A Secult lança hoje o projeto Memórias da Estrada de Ferro Belém-Brasília, no antigo prédio da estação Belém-Bragança, na localidade de Benjamin Constant, a 20 quilômetros de Bragança. O governo pretende criar um centro de referência e memória da ferrovia e da migração espanhola na região bragantina, onde serão colhidas informações sobre a estrada de ferro – fotografias, documentos e depoimentos sobre a vida da região e sua ligação com a antiga estrada de ferro -, posteriormente digitalizadas. Durante cem anos, a estrada de Ferro Belém-Bragança foi o principal meio de transporte de passageiros e de escoamento da produção das colônias agrícolas dos municípios da zona bragantina. Seu primeiro trecho foi concluído em 1884, e a inauguração oficial, já com o trajeto completo de 233 Km, foi em 1908, durante o governo de Augusto Montenegro. Desativada em 1965, por decreto do ministro dos Transportes Juarez Távora, a estação será tombada como patrimônio histórico e cultural do Estado. Também está em processo de tombamento o prédio da antiga estação de trens de Icoaraci (antigo Ramal do Pinheiro).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *