Em sentença publicada hoje no Diário da Justiça do Pará, a juíza Blenda Nery Rigon Cardoso, titular da 2ª Vara Criminal da Comarca de Belém, em substituição ao juízo da 9ª Vara Criminal, absolveu sumariamente a jornalista Franssinete Florenzano, editora…

Em pleno Dia Internacional dos Museus, foi inaugurada a exposição Sentinela do Norte: A Independência do Brasil no Grão-Pará, realizada pelo Instituto Histórico e Geográfico do Pará em parceria com a Cátedra João Lúcio de Azevedo, o Instituto Camões e…

O Complexo Turístico do Ver-o-Rio foi o cenário da celebração do projeto de lei de autoria da vereadora Lívia Duarte, presidente municipal do Psol, que criou o Estatuto de Igualdade Racial de Belém. O prefeito Edmilson Rodrigues, vereadores e representações…

As pessoas andam com os nervos à flor da pele e à beira de um ataque de nervos. Muitas tragédias têm sido causadas pela falta de temperança, paciência e serenidade, principalmente no trânsito. Pior é quando o causador é agente…

Hospital Materno-Infantil de Barcarena

Antiga reivindicação de toda a região do Baixo Tocantins, o hospital Materno-Infantil de Barcarena deve ficar pronto e começar a funcionar até o final de fevereiro de 2018, com capacidade para 60 leitos, sendo 10 de UTI adulto, 10 de UTI Neonatal e 10 de UCI Neonatal. Com 98% das obras concluídas, a expectativa é de que a Sespa receba o prédio até 30 de janeiro para equipar o hospital, que tem área total de 10.710,00 m². 

A área construída é de 6.311,99 mil m² distribuídos em cinco blocos, que abrangem o setor administrativo, seis consultórios, dois laboratórios, Raios-X, ultrassonografia e mamografia, salas de emergência, de observação, de inalação, de curativo, de isolamento e de gesso; bloco cirúrgico com três salas cirúrgicas, sala de recuperação pós-cirúrgica, nove enfermarias, brinquedoteca, cinco salas de parto humanizado – duas delas com banheiras e uma área de coleta de leite, com entrada independente para as mulheres que quiserem fazer doações -, unidades de UTI adulto, UTI infantil e UCI neonatal, além de área de esterilização, lavanderia, nutrição enteral, farmácia, nutrição parenteral e vestiário. Na área externa fica o necrotério, o abrigo de resíduos sólidos, a subestação, a central de fluidos medicinais, a caixa d’água com cisterna e a central de gás. 

A reforma e ampliação começou em junho de 2013 e duplicou a capacidade do hospital, num investimento de R$ 30 milhões, pelo Governo do Estado, incluindo obras físicas e os equipamentos. 

A novidade do espaço é a instalação de janelas fixas nas UTIs e UCIs, permitindo que o paciente possa, nesse ambiente onde geralmente fica vários dias, poder ver a luz do sol. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *