Evellyn Vitória Souza Freitas nasceu no chão do banheiro do Hospital Municipal de Portel, município do arquipélago do Marajó (PA), no dia 28 de julho de 2021, por volta das 8h da manhã, prematura de 28 semanas e dois dias, pesando 1Kg e 39…

Vanete Oliveira, a jovem marajoara de 28 anos e mãe de cinco filhos que sofre há catorze anos com um tumor enorme em um dos olhos, que lhe cobre quase a metade da face, já está internada no Hospital Ophir…

Equipes da Divisão de Homicídios e da Delegacia de Repressão de Furtos e Roubos estavam monitorando há um mês o grupo criminoso que planejava roubar em torno de R$ 1 milhão no caixa eletrônico do Banpará localizado dentro do Hospital…

Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

Hospital Materno-Infantil de Barcarena

Antiga reivindicação de toda a região do Baixo Tocantins, o hospital Materno-Infantil de Barcarena deve ficar pronto e começar a funcionar até o final de fevereiro de 2018, com capacidade para 60 leitos, sendo 10 de UTI adulto, 10 de UTI Neonatal e 10 de UCI Neonatal. Com 98% das obras concluídas, a expectativa é de que a Sespa receba o prédio até 30 de janeiro para equipar o hospital, que tem área total de 10.710,00 m². 

A área construída é de 6.311,99 mil m² distribuídos em cinco blocos, que abrangem o setor administrativo, seis consultórios, dois laboratórios, Raios-X, ultrassonografia e mamografia, salas de emergência, de observação, de inalação, de curativo, de isolamento e de gesso; bloco cirúrgico com três salas cirúrgicas, sala de recuperação pós-cirúrgica, nove enfermarias, brinquedoteca, cinco salas de parto humanizado – duas delas com banheiras e uma área de coleta de leite, com entrada independente para as mulheres que quiserem fazer doações -, unidades de UTI adulto, UTI infantil e UCI neonatal, além de área de esterilização, lavanderia, nutrição enteral, farmácia, nutrição parenteral e vestiário. Na área externa fica o necrotério, o abrigo de resíduos sólidos, a subestação, a central de fluidos medicinais, a caixa d’água com cisterna e a central de gás. 

A reforma e ampliação começou em junho de 2013 e duplicou a capacidade do hospital, num investimento de R$ 30 milhões, pelo Governo do Estado, incluindo obras físicas e os equipamentos. 

A novidade do espaço é a instalação de janelas fixas nas UTIs e UCIs, permitindo que o paciente possa, nesse ambiente onde geralmente fica vários dias, poder ver a luz do sol. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *