0
O que se comenta nos bastidores há pelo menos duas semanas hoje foi confirmado pelo PMDB: Helder Barbalho será ministro da Pesca e o partido ocupará também os ministérios das Minas e Energia, com o senador Eduardo Braga (AM) – que é paraense -, atual líder do governo no Senado; da Aviação Civil, com o deputado Eliseu Padilha (RS); e do Turismo, que deve permanecer com Vinícius Lages no comando, além da Secretaria Especial de Portos, com o deputado Edinho Araújo (SP); e da Agricultura, com a senadora Kátia Abreu (TO), já anunciada. 


Uma das estrelas do PT, o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, cotado para o Ministério das Comunicações, irá para o Ministério da Defesa, no lugar do embaixador Celso Amorim; e Ricardo Berzoini (PT), atualmente na Secretaria de Relações Institucionais, assumirá o Ministério das Comunicações, substituindo Paulo Bernardo (PT). O governador do Ceará, Cid Gomes (PROS), foi convidado para o Ministério da Educação. A presidente da República ofereceu, ontem à noite, o Ministério da Integração Nacional para o PP, mas o presidente do partido, senador Ciro Nogueira (PI), respondeu que a sigla gostaria de manter o Ministério das Cidades. Só que Dilma quer oferecer Cidades para o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD). Hoje de manhã os dois voltaram a conversar, mas o impasse continua. 
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Curiosidades da Justiça do Trabalho

Anterior

Prefeita de Rondon cassada pela 3ª vez

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *