0

A Comissão de Direitos Humanos da Alepa, por solicitação do deputado Arnaldo Jordy (PPS), realiza nesta segunda-feira (4) Audiência Pública para tratar dos conflitos agrários na área denominada Terra do Meio, em Altamira, em especial o não cumprimento da decisão judicial, contra a CR Almeida, para desapropriação da Fazenda Curuá, determinada pelo juiz federal Herculano Martins Nacif, em março. Considerada a maior área grilada do país, com 5 milhões de hectares, quase do tamanho da Holanda e da Bélgica, juntas, a ordem de desocupação da fazenda previa uma multa de R$ 100 mil por dia em caso de desobediência da determinação da Justiça, mas nem assim deram bola. E aí, vai ficar por isso mesmo?

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

A passos de cágado

Anterior

Talento do oeste do Pará

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *